Cyber-Cultura e Etc.

Aventuras e desventuras de um web designer

LevelUp Games – Decepção — 01 / julho / 2010

LevelUp Games – Decepção

Se você fosse contratar um serviço em alguma loja online, certamente iria atraz de alguma referência para confiar nele. Geralmente algo que você lê dentro do próprio site da empresa.

As promessas feitas nesse contexto, deveriam ser cumpridas pela empresa, não em questão de normas,  mas em questão de manter a palavra que conquistou o consumidor.

O site da LevelUP Games diz o seguinte:

“Nosso compromisso está garantido: levar a todos a melhor experiência em entretenimento digital do Brasil. Queremos ouvir sempre a sua opinião, para juntos construirmos uma Level Up! cada vez melhor.”

A verdade é que eles têm condições de representar esses valores, mas não o fazem por travas burocráticas e nada voltadas para o cliente e seu conforto ou melhor experiência de jogo, pois ainda não pude jogar. Alguns vão pensar que estou até exagerando, por ser uma demora de 12:00 aproximadamente. “12h é pouco”, pode até ser, mas quando fiz a transação pagando o boleto através do internet banking, pela primeira vez, deu certo. Fiz o pagamento por volta de 22:00, e hoje as 6:30 estavam creditados meu GTC de 30 dias para o jogo Aion, da NCSoft – que, aliás, não tem nada a ver com isso, somente nos provê um dos melhores jogos de MMORPG no mercado.

Todo esse trabalho que estou tendo, é justamente para poder jogar um jogo que ofereça o que vocês prometem, uma melhor experiência de jogador.

Não foi isso que senti ao contratar seus serviços, cara LevelUp. Nada contra os atendentes, pessoalmente, mas eu acho que deveriam ao menos rever sua política interna em prol do consumidor. Não estou pedindo nada que o meio corporativo não costume fazer, pois caso surja uma competição, vocês sejam lembrados pelos jogadores. Sei também que muitos nunca se incomodaram com a LevelUp, que bom. Mas a questão é que o cliente precisa dessa visão, por parte da empresa, de que ele é importante e agir  de acordo com esse parâmetro.

A moça ao telefone me repetiu inúmeras vezes de que nada podia ser feito. Eu a entendo, ela segue o que o emprego dela precisa dela, é assim que funciona. Mas eu questiono quem está acima dessas pessoas, por não mudarem essa situação, por não mudarem as políticas internas da empresa permitindo mais flexibilidade aos atendentes. Que tivesse uma pessoa a cada 10 atendentes, com formação acadêmica em sistemas, jogos ou ciências da computação para atenderem casos especiais. É só um exemplo do que pode ser feito para melhorar a estrutura.

É uma nova era para o convívio social online no Brasil, estamos em ascenção no cenário mundial, devemos sempre resaltar a importância de jogar limpo, cumprir promessas, fazer as coisas direito e não impor barreiras. E algo tão simples como uma transação bancária, acabou dando tanto problema.

Bem, só para esclarecer, tenho todos os registros dos contatos feitos e tenho certeza que as ligações foram gravadas (?) Espero..

Se você já teve algum problema parecido com eles, por favor avisem, comentem, não fiquem só criticando, dêem idéias para que eles possam melhorar, afinal é um dos lemas deles. E também convenhamos, no fundo não me importo de esperar mais um tempinho pra poder jogar Aion, pois vale a pena.

#polevelup e registre sua reclamação. Por uma melhor indústria de games no Brasil!

Anúncios
Sucesso Nuclear da França — 01 / abril / 2009

Sucesso Nuclear da França

Uma “brincadeira saudável” por parte de meus colegas ativistas on-line do Greenpeace, o “Sucesso Nuclear da França” lembra mais uma brincadeira de 1º de Abril, mas é verdade.

Se você acessar o Google.fr e digitar nas pesquisas “French Nuclear Success” e clicar no botão “Estou com sorte” verá do que estou falando.

Claro que é mais uma manobra, entre muitas, para alertar as pessoas de acontecimentos anti-ecológicos ao redor do globo, neste caso um foco específico nos esforços franceses para o desenvolvimento de energia nuclear que tem sido alvo de críticas durante 50 anos.

São 7 problemas principais no sistema francês que estão enumerados (em inglês) neste link, mas que irei traduzir para facilitar a vida de vocês.

1. Políticas Climáticas
As sobrecapacidades da estrutura nuclear da França se apresenta como um obstáculo para o desenvolvimento de energia renovável e medidas de uso eficiente de energia. A França está presa em uma “areia movediça” nuclear, causando ao país uma séria banalização das políticas de eficiência energética e nas soluções de energia limpa.

2. Segurança Energética
O programa nuclear não reduz a dependência da França no petróleo. A energia nuclear contribui em apenas 14% do consumo total de energia na França, enquanto o país consome mais petróleo per capita do que a média européia. Controlar a demanda de energia e energia renovável são ações mais importantes, para atingir a segurança energética e a redução da emissão de gases do efeito estufa, do que a energia nuclear.

3. Economia
Apesar de amplamente invisível, os pagadores de impostos franceses bancam grande parte dos custos nucleares. O governo francês, como regulador dos preços da energia e dono da EDF conseguiu superar o maior obstáculo à energia nuclear planejando, livremente, o retorno dos custos capitais dos investimentos nucleares. Os recursos públicos do país estão sendo largamente utilizados para auxiliar a indústria nuclear, indo desde financiamentos de programas de Pesquisa & Desenvolvimento, até garantias de empréstimos com juros baixos.

4. Proteção
Novas ameaças potenciais à segurança foram identificadas, relacionadas à mudança climática ou atos deliberados de malícia, gerando uma luz de preocupação no nível de segurança das envelhecidas instalações nucleares da França. A indústria nuclear francesa, que inclui cada passo do ciclo do combustível, traz diversas ameaça à segurança. Os operadores das 200 usinas nucleares da França declaram um grande número de eventos todos os anos; Só a EDF declara de 10.000 a 20.000 eventos, dos quais 700 a 800 são classificados como ‘incidentes’ ou ‘significantes’.

5. Segurança

Instalações nucleares – sejam reatores, manufatura de combustível, reprocessamento, depósitos ou transporte de lixo nuclear – não foram projetadas para suportar o impacto do uso de aviões sequestrados. A queda de um avião em um dos depósitos de lixo nuclear de La Hague pode causar um vazamento radioativo 6 vezes maior do que Chernobyl. Ao mesmo tempo, o sigilo bloqueia qualquer debate democrático sobre o problema. Também, o EPR não parece pronto para enfrentar as novas ameaças; as lições do 11 de Setembro não levaram as autoridades a rever os requerimentos básicos de design do reator.

6. Lixo
França, o país da especialização nuclear, não tem uma solução a longo prazo para seu lixo nuclear. O inventário de lixo radioativo continua crescendo em tamanho (890.000 m³ em 2004) e complexidade. O reprocessamento, que se apresenta como solução para a redução dos dejetos altamente radioativos, ao contrário aumenta a complexidade e o perigo do manuseio do lixo radioativo. O desmanche de instalações nucleares está fadado a causar maiores custos e problemas.

7. Armas Nucleares
A França está piorando dramaticamente o problema da proliferação de armas nucleares pela sua política de promover o uso da energia nuclear em algumas das partes mais instáveis de nosso mundo. Os franceses estão mandando uma mensagem extremamente perigosa para o resto do mundo quando ignoram a construção de um grande estoque de plutônio – um componente-chave em armas nucleares – enquanto promove a expansão do reprocessamento internacionalmente.

Bom, não há muito o que fazer para nós pobres mortais, mas pelo menos dizendo o que está acontecendo em certas partes do mundo é possível alertar as pessoas e, se cada um tomar uma pequena atitude, podemos fazer grandes diferenças.

Se quiser ajudar a disseminar esta página e essas informações, faça o seguinte:
Entre na página Google.fr, digite “Frech Nuclear Success” e clique no botão “Estou com sorte”. Isso vai levá-lo para uma página similar ao Google, mas é uma página do Greenpeace. Se quiser ajudar a manter essa página no topo das pesquisas, faça o seu post, use a tag “Greepeacebuzz” e link para esta página: http://www.greenpeace.org/international/campaigns/nuclear/french-nuclear-success/france-s-nuclear-failures

É isso aí, obrigado por ajudar a salvar o mundo!

Vamos ajudar o Greenpeace? — 20 / novembro / 2007

Vamos ajudar o Greenpeace?

Aí galera, se vocês têm preocupação com o meio-ambiente, não é difícil ajudar. O site do greenpeace conta com diversas dicas de ações que cada um pode tomar, como assinar petições, participar de grupos e um passo-a-passo de como tornar sua casa amigável ao meio-ambiente. Cada um fazendo sua parte conseguiremos ( www.greenpeace.org)

Hoje recebi um e-mail da nova campanha deles, pedindo para assinar uma petição que será enviada ao primeiro ministro da Irlanda, pedindo a aprovação de uma lei que obriga a instalação de lâmpadas fluorescentes em todas as casas e estabelecimentos comerciais do país. Se a lei for aprovada, além de contribuir MUITO com o meio-ambiente, abrem-se as portas para que a lei seja abraçada por toda a União Européia, o que é um GRANDE passo para a defesa de nossa natureza.

Parece pouco, mas a simples assinatura pode ajudar, então quem se interessar peço que acesse este link

Estou mandando essa mensagem pessoalmente pois me preocupo com essas questões e se todos se preocuparem também teremos um mundo muito melhor para nossos filhos e netos (e para nós, quando formos velhinhos hehe)

[]’s
Douglas d’Aquino
Cyberativista Greenpeace
http://www.greenpeace.org
http://www.greenpeace.org/brasil/

Se você tem um blog, divulgue essa mensagem também e deixe seu endereço nos comentários. Os participantes dessa divulgação terão o endereço divulgado nessa página. Obrigado.

Ali-Lulá e os 40 milhões — 16 / outubro / 2007

Ali-Lulá e os 40 milhões

O presidente disse que o Senado é soberano para tomar suas decisões, mas deve dizer, se não aprovar a CPMF, de onde o governo vai tirar dinheiro para projetos do PAC. “Você não pode tirar do custeio”, afirmou. “Espero que na hora que algum senador votar contra ele diga de onde vamos arrumar R$ 40 milhões para fazer o que precisamos fazer”, afirmou. “É só isso que eu quero, só isso”, completou. “Seriedade, nada mais do que isso, pois hoje quem precisa da CPMF não é o governo, é o país.”Ele ainda criticou o discurso supostamente contraditório da oposição. “O discurso de quem quer mudar a CPMF e de quem sonha acabar com ela é tentar reparti-la”, disse. “Se reparti-la entre estados e municípios nunca mais acaba a CPMF”, avaliou. “Esse é um dado político.”Fonte: Agência Estado

Agora alguém poderia explicar a Lula que “provisório” é diferente de “definitivo”?  A CPMF foi um imposto criado há 8 anos atrás para tirar o Brasil do buraco, mas deveria ser um imposto provisório (ou seja, não era pra durar muito). Já foi adiado uma vez e agora querem extender seu prazo novamente. Segundo Lula, esta seria a única forma de dar ao país 40 milhões de reais. Um dinheiro que é tirado de todo brasileiro, todos os dias em cada transação bancária e está (indiretamente) embutido em todas as nossas compras.

Mas, excelentíssimo presidente da República, é muito fácil tirar dinheiro do povo e apaziguar os ânimos com seus programas “bolsa família”, “bolsa escola”, “bolsa isso ou aquilo”, mas algum dos senadores já pensou em abaixar seu salário e dos Deputados apenas um pouquinho? Não, todo ano vemos uma ou duas votações para aumento do salário desses políticos cujo único trabalho é sugar mais ainda o sofrido povo brasileiro.

As elites não estão nem aí, eles têm dinheiro para pagar os impostos que são cobrados, para eles não faz falta, mas para os trabalhadores que passam 6 meses trabalhando apenas para pagar seus impostos e não recebem nem dignidade de volta? Nossos hospitais públicos são uma lástima, o sistema carcerário super-lotado, as escolas públicas caindo aos pedaços, professores mal pagos (ou não pagos), a servidoria pública virou refúgio de vagabundos que não concursam atrás de trabalho, concursam atrás de conforto e estabilidade. A máquina governamental brasileira não funciona, está quebrada!

E nosso presidente tem a cara-de-pau de perguntar “de onde tiraremos 40 milhões”? Quem sabe cortando o luxo requintado da política brasileira, que desde sempre teve esse aspecto de superioridade sobre as massas. Quem sabe parando de desviar verba pública para bolsos particulares. Quem sabe, criando vergonha na cara de todos os políticos que preenchem as cadeiras do Senado com suas bundas gordas, velhas, ricas e preguiçosas.

Dá raiva, ler esse tipo de coisa, ouvir esse tipo de coisa ou mesmo imaginar esse tipo de coisa, porque só mesmo em um mundo fantasioso podem viver os nossos políticos (incluindo Lula) para pensar que a única solução para este buraco é cobrar mais taxas do povo.

Tá na hora do povo brasileiro se levantar e mostrar que não é assim que funciona, não são eles que mandam, somos nós! Que porra é essa? Que absurdo é esse? Quem são essas pessoas que decidem fazer votações fechadas sobre casos de corrupção? Essa corja de bon vivants que paira sobre nossas cabeças como abutres atrás de carcaças para se alimentarem, o que fazem por nós afinal para lhes dar o direito de estar lá?

O Brasil é nosso, não é deles. Político não devia ganhar salário… deveria ser trabalho voluntário. Faz quem gosta, faz quem quer e quem tem vontade de mudar as coisas. Ou quantos você acha que estão lá pelo dinheiro e estão pouco ligando quem você é, se você mora em uma favela ou em um prédio de luxo, se o seu filho estuda na faculdade particular ou pede dinheiro no sinal. Eles não estão nem aí… quem tem que se importar somos nós.

Algo tem que ser feito e não só pela CPMF, mas pelo país… ou continuaremos a ser explorados como se fossemos ainda colônia de portugal… só que dessa vez, quem nos rouba são nossos próprios “compatriotas”.

Falta vergonha na cara, não só da classe política, não só do presidente, mas também do povo…

Basket Virtual — 31 / agosto / 2007

Basket Virtual

Descobri essa manhã um jogo de internet que valhe a pena jogar. Ao mesmo passo em que as ligas de Futebol Americano e Beiseball criaram universos alternativos para os campeonatos através da internet (chamados fantasy football e fantasy baseball), finalmente descobri uma espécie de “fantasy basketball”.

A grande diferença é que, ao invés de gerenciar um time, você começa como jogador, cria-o da maneira que mais gostar (posição, equipamento, tática de jogo, etc) e ganha pontos que podem te levar a evoluir seu jogador ou mesmo criar seu próprio time (caso tenha pontos suficientes).

Para quem gosta do esporte, é bastante interessante. Ao criar seu jogador você deve procurar um time para jogar, ganhará salário e jogará na liga do país… com o tempo você pode conseguir outros contratos, ganhar destaque na equipe e ganhar muitos pontos para comprar novos itens ou contratar novos treinadores (para melhorar sua ficha de jogador).

O jogo é todo textual mas muito simples de se usar, só será necessário um conhecimento básico em inglês para poder entender as instruções, mas no resto o jogo é muito bem feito e divertido.

Vale a pena dar uma olhada… o jogo produzido chamado Cyberdunk não cobra nada para você jogar, no entanto, você pode comprar pontos com dinheiro, caso queira realmente levar seus jogadores aos maiores níveis de habilidade em menos tempo.

Para se cadastrar no jogo, basta clicar aqui.

Hacker desbloqueia iPhone — 02 / agosto / 2007

Hacker desbloqueia iPhone

O hacker australiano conhecido como Ozbimmer afirmou ter conseguido destravar o aparelho iPhone e fazê-lo funcionar com outra operadora, a Telstra Network.

Segundo o site The Inquirer, o aparelho, que nos Estados Unidos funciona exclusivamente com a AT&T, tem previsão de chegada ao mercado australiano apenas em 2008.

Em um vídeo divulgado no YouTube, Ozbimmer mostrou os chips SIM utilizados para a troca. Ainda que os vídeos tenham sido retirados do ar, foram divulgadas informações sobre o hack.

Leia a notícia completa no site Geek 

Airbus 320 da TAM, vôo JJ3054 — 18 / julho / 2007

Airbus 320 da TAM, vôo JJ3054

Editado em: 25/07/2007 – 09:27
Recebi hoje pelo Orkut um vídeo da banda SR40 que fez uma homenagem às vítimas do acidente. Para quem ficou chocado com a tragédia, pode espalhar o vídeo para que as pessoas possam ver essa belíssima homenagem
clique aqui para ver o vídeo

Lula decreta luto oficial de três dias

Deputado federal do PSDB estava no vôo da TAM

TAM divulga segunda nota sobre acidente

Tipo de avião que pegou fogo foi o mesmo que reinaugurou a pista de Congonhas

Acidente da TAM pode ter sido o mais grave da aviação brasileira

Pista em que ocorreu acidente passou por reforma há 18 dias

Piloto tentou arremeter nave, diz funcionário da TAM

Lula recebe telefonema de solidariedade de Kirchner

Avião da TAM cai ao tentar pousar e causa incêndio em Congonhas

Meus sinceros pêsames a todos os parentes e amigos das vítimas deste trágico acidente. Infelizmente, sou obrigado a utilizar este exemplo para falar sobre a imprensa brasileira.

Todas essas notícias são de um mesmo site, de uma mesma redação, de uma mesma equipe de repórteres. E aí vem a pergunta: seu dever é noticiar ou caçar manchetes? Veja como eles se aproveitam de uma tragédia, com quase duas centenas de vítimas para criar uma centena de manchetes. Isso é mesmo necessário? Pior que isso foi assistir ontem ao Jornal da Globo (aquele, depois do Casseta & Planeta) e ver o âncora falando com total frieza: “Vejam o momento em que esta senhora ficou sabendo que era o voô de seu filho”, mostrando a imagem da mulher desesperada no saguão do aeroporto. A pergunta que fica: será que falta humanidade para a imprensa?

Será que não seria mais profissional noticiar os fatos, condensar as informações e mostrar aos telespectadores o que realmente importa? Não, eles querem impressionar, querem mostrar que eles conseguem as imagens mais chocantes, sem pensar em quem está em casa. Eu sinceramente, se tivesse algum parente, amigo ou conhecido nesse voô e visse uma notícia bem grande na TV “imagens de um CADÁVER CARBONIZADO sendo resgatado do prédio da TAM…” ficaria tremendamente chocado e indignado. Pior que isso é ver José Serra falando com calma e frieza: “Pois é, falei com o chefe dos bombeiros e ele falou que dentro do avião a temperatura deve ter chego a 1000ºc” PORRA SERRA!!! Sinceramente, o filho de 13 anos de uma das vítimas realmente não precisava de uma informação dessas, não nessas horas.

Noticiar… aí está uma palavra muito confundida hoje em dia. Para saber do que eu to falando, você deve ler a entrevista do grande Ricardo Kotscho feita por Guilherme Azevedo, do site Jornalirismo. Entrevista esta entitulada: “O jornalismo perdeu o contato com a realidade. Aí você vai entender uma parte da minha indignação. Se você for um ser humano, vai entender a outra parte.

Pra finalizar, muitos podem estar preocupados se havia algum amigo ou familiar distante no voô (porque certamente os próximos já foram avisados), por isso há aqui a lista oficial das vítimas do trágico acidente.

TAM divulga nomes dos passageiros do vôo 3054

Por que as pessoas fumam? — 16 / julho / 2007

Por que as pessoas fumam?

Bom, hoje em dia a grande maioria dos meus amigos e parentes sabem que eu sou fumante… e quase todos eles fizeram já esta pergunta para mim (mesmo alguns deles sendo fumantes). Nunca consegui formular um motivo exato, apesar de várias coisas me passarem pela cabeça. Hoje encontrei uma resposta que une todas essas coisas em uma única resposta:

A pergunta “Por que as pessoas fumam?” tem sido feita há muitos anos. Uma resposta óbvia e simples seria a de que as pessoas fumam pela nicotina. Porém, na visão de muitos, a situação é um pouco mais complexa.

Muitas pessoas ligadas à saúde pública sugerem que as pessoas fumam somente por serem “viciadas” em nicotina. Realmente muitos fumantes encontram dificuldades para parar de fumar, mas tanto o ato de parar, quanto o de continuar a fumar depende somente da vontade das pessoas.

O efeito farmacológico da nicotina – que pode trazer um efeito estimulante, não muito diferente da cafeína, e também um efeito relaxante – é uma parte importante da experiência de fumar. Contudo, parece que a sensação proporcionada pelo ato de fumar não se restringe aos efeitos da nicotina.

Isso porque o ato de fumar traz consigo um ritual que envolve vários sentidos. Um fumante irá descrever desde o prazer de sentir um cigarro entre os dedos até o sabor, aromas e imagens associados ao produto. Além disso, especialmente em ambientes sociais, o ato de fumar envolve uma “sensação de compartilhamento” com outros fumantes.

Freqüentemente, quando perguntadas se querem parar de fumar, as pessoas dizem que sim. Mas para entender porque alguns fumantes continuam fumando, mesmo quando dizem que querem parar, é importante considerar todos os aspectos que envolvem a experiência de fumar.

Aliás, essa resposta é da Souza Cruz, que possui um site muito interessante com boas informações para fumantes, não-fumantes e aqueles que querem parar.

Ta aí uma empresa que demonstra bastante consciência quanto ao bem-estar social, apesar de produzir cigarros, que são popularmente conhecidos por causar diversos problemas à saúde do usuário. Pelo menos eles foram claros em seus objetivos ao afirmarem:

Produzir e comercializar cigarros legalmente é uma atividade lícita e a missão da Souza Cruz é fornecer produtos de qualidade a adultos que escolheram fumar, cientes dos riscos associados ao hábito. Definitivamente, o negócio da empresa não é persuadir pessoas a fumar, mas oferecer marcas de qualidade a adultos que decidiram fumar, livre e conscientemente.

Poucas pessoas pararam pra pensar que algumas pessoas gostam de fumar, por milhares de aspectos diferentes, assim como pessoas gostam de cerveja e outras não, assim como alguns preferem doces e outros salgados. Por mais que seja um ato de auto-destruição lenta e consentida, uma pessoa não deveria ser julgada por esse habito, que afinal, é uma escolha dela.

Por que há tanto preconceito com fumantes? Sei que a preocupação com o bem-estar geral da população vai acima dos meus gostos, por isso é proibido fumar em locais públicos como restaurantes e shoppings. Mas um shopping, por exemplo, não deveria ter uma área específica para fumantes? Somos gente também e queremos espaço para manter nossos hábitos, sejam eles quais forem, desde que estejam dentro da lei. Sou fumante e exijo respeito.

(Em algumas cidades do Brasil, alguns shoppings possuem os tais “fumódromos”, assim como algumas empresas. Mas já ouvi relatos de empresas que não permitem o tabagismo, evitando até mesmo contratar fumantes, o que é um absurdo completo, já que não é esse fator que limita a capacidade de produção de um funcionário)

Got Newton? — 29 / junho / 2007

Got Newton?

I got! Olha só galera, Newton Mota tá na área com seu blog novamente. O visual eu nem preciso falar, vejam por conta própria que o seu theme foi escolhido a dedo. Ainda faltam alguns ajustes, mas logo logo ele volta ao ritmo antigo, tenho certeza.

Por que você tem que ir lá? Por causa do vídeo que ele postou hoje… incrível, possível e muito bem feito: “Prometeus – The Media Revolution“. É simplesmente uma junção de muitas previsões que eu gostaria de ter feito (e algumas que eu já havia imaginado e até escrito), nada que não fosse óbvio.

O vídeo em si é uma visão bastante arriscada de nosso futuro próximo, no que se relaciona ao mundo tecnológico, internet, realidade virtual e mídia.

Veja com seus próprios olhos (não tem legendas… ainda)